Pós-doutorado em bioinformática no Incor

18 de fevereiro de 2020

Agência FAPESP – Uma Bolsa de Pós-Doutorado está disponível para o projeto “Produção nacional de suínos geneticamente modificados voltados para o xenotransplante de órgãos em humanos”, conduzido no Instituto do Coração (Incor) da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FM-USP). Inscrições até 13 de março de 2020. O Projeto Xenotransplante Brasil tem o objetivo de modificar geneticamente porcos para que seus órgãos possam ser transplantados em humanos. A iniciativa é apoiada no âmbito do Programa Parceria para Inovação Tecnológica (PITE), em parceria com a empresa EMS S/A. A vaga é para a área de Bioinformática (leia mais em: agencia.fapesp.br/29761/).

O candidato deve ter experiência no uso de dados de sequenciamento NGS e em abordagens computacionais para estudo e caracterização do repertório imunológico de humanos e modelos animais. Há interesse especial na análise de dados de HLA e SLA.

O candidato escolhido vai atuar no Laboratório de Imunologia do Incor e trabalhará em colaboração com o Laboratório de Biologia Computacional e Sistemas da USP, formado por um grupo interdisciplinar de pesquisadores que inclui imunologistas, clínicos e bioinformatas. As atividades serão supervisionadas pelos professores Jorge Kalil e Helder Nakaya.

Mais informações, clique aqui.


Desenvolvido e mantido pela Disciplina de Telemedicina do Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina da USP