Notícias

Mudança na estratégia de vacinação evitou ciclo de febre amarela urbana em São Paulo, afirmam cientistas

Karina Ninni | Agência FAPESP – A febre amarela é uma doença viral não contagiosa que tem dois ciclos de transmissão: silvestre e urbano. No primeiro, o vírus circula entre macacos, sendo transmitido no Brasil por mosquitos dos gêneros Haemagogus e Sabethes. No segundo, circula entre humanos, sendo transmitido pelo Aedes aegypti. O Brasil não tem casos de febre amarela […]

leia mais

Pesquisadores reconstituem epidemia de febre amarela em São Paulo por meio de técnicas genômicas

Karina Toledo | Agência FAPESP – Normalmente restrito à região amazônica, o vírus da febre amarela circulou de forma atípica no Sudeste do país entre 2016 e 2018, causando as maiores epidemia e epizootia das últimas décadas. Segundo dados do Ministério da Saúde, em todo o Brasil, foram confirmados no período ao menos 2.251 casos da […]

leia mais

Re–emergência do Sorotipo 2 do Vírus da Dengue no Brasil é um dos Responsáveis pelo Aumento de 600% dos Casos da Doença no País

No último seminário científico do ano, a pesquisadora do Laboratório de Virologia (LIM 52) Camila Romano explicou que o sorotipo 2 se alastrou pelo país após a população desenvolver resistência para o sorotipo 1 O Brasil registrou 1.439.471 casos de dengue entre janeiro e setembro 2019, um aumento de cerca de 600% ante o mesmo […]

leia mais

Empresas apresentam produtos inovadores para combater doenças transmitidas por mosquitos

André Julião | Agência FAPESP – O combate a doenças transmitidas por mosquitos – como dengue, febre amarela, zika e chikungunya – é um tema que mobiliza pesquisadores do meio acadêmico e também de empresas. No Brasil e no México, países onde essas arboviroses têm alta incidência, produtos inovadores estão sendo desenvolvidos para combater o Aedes aegypti. […]

leia mais

Exame sorológico para diagnóstico mais preciso do zika chega ao mercado

Maria Fernanda Ziegler  |  Agência FAPESP – Foi aprovado para comercialização um novo exame sorológico que detecta a presença de anticorpos contra o vírus zika em amostras de sangue. O teste avança em relação aos que estão disponíveis no mercado pela sua capacidade de identificar se o indivíduo foi infectado mesmo após o término da fase […]

leia mais

Partícula feita de amido de milho e óleo de tomilho combate larvas de Aedes aegypti

Karina Toledo  |  Agência FAPESP – O amido de milho, uma matéria-prima abundante, barata e biodegradável, foi a base usada por pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) para o desenvolvimento de partículas capazes de armazenar e liberar controladamente compostos ativos letais para as larvas do mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, zika, febre amarela […]

leia mais

Risco de morte por febre amarela pode ser identificado mais cedo

Peter Moon  |  Agência FAPESP – De cada 100 pessoas que são picadas por mosquitos infectados com o vírus da febre amarela, cerca de 10% desenvolverão sintomas da doença. Embora a maioria dos infectados com o vírus da febre amarela não desenvolva a doença, cerca de 40% dos que apresentam sintomas acabam morrendo. A febre amarela […]

leia mais

Vírus do surto de febre amarela surgiu no Pará em 1980

Peter Moon  |  Agência FAPESP – A origem do vírus responsável pelo recente surto de febre amarela, o maior dos últimos 40 anos, foi traçada por cientistas do Instituto Adolfo Lutz (IAL) e da Universidade de São Paulo (USP). Por meio de estudo molecular do vírus da febre amarela encontrado em macacos mortos e em mosquitos, […]

leia mais

Pesquisador do LIM 60 apresenta novas descobertas sobre a febre amarela

O Seminário Científico de Março foi apresentado pelo Professor Esper Georges Kallás. Ele mostrou os estudos conduzidos pelo seu grupo de pesquisa sobre prognósticos e novos tratamentos da doença   Com o auditório cheio, e muito interesse da plateia pelo tema, o professor e médico infectologista Esper Georges Kallás, apresentou o seminário “Febre Amarela: Apresentação […]

leia mais

Desenvolvido e mantido pela Disciplina de Telemedicina do Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina da USP